LUCRO E OCUPAÇÃO HOTELEIRA

Como tudo vem bater em custos, se o Administrador não sabe quanto custa vai ficar difícil. Administrei Hotéis em Curitiba e ali, na minha época se fechava o ano na casa dos 70% de ocupação, era bom? Não sei, no meu caso era, mas isso pode não ser. E já vamos ver o por que:

Um Hotel bem administrado tem seu ponto de equilíbrio entre 27 e 31% de ocupação, hoje o mercado Curitibano reclama que fecha o Ano na casa de 50% é Bom? Sim é bom. Porque dizem que não é, e por vezes não é mesmo.

Normalmente o Hoteleiro se refere à ocupação como um fato operacional, então não posso mais dizer se é ou não bom já que a ocupação, quando falamos de Lucro Líquido precisa ser OCUPAÇÃO FINANCEIRA.

Se você tem um hotel de 100 apartamentos e pratica uma diária média de R$. 100,00 então seu percentual de ocupação é realmente o mesmo independentemente de Operacional ou Financeiro, no entanto isto dificilmente se verifica, a diária de balcão é 100,00 mas a sua diária média é de R$.70,00 então o seu percentual operacional é um e o financeiro outro há que se saber porque o Hotel que encerra o ano com 50% de ocupação não dá lucro: Os motivos mais plausíveis são: 1º – Má administração, 2º e normalmente o mais provável o empresário está se referindo a um percentual operacional e ignorando o percentual financeiro, que é o que realmente paga as contas. Vem hoje no Economia IG um notícia maravilhosa para nós hoteleiros, O RJ não tem mais baixa temporada, tem taxas de ocupação que beiram a casa dos 80% pelas expectativas para este ano, entrei na internet e procurei descontos no Rio, e enontrei até 70% isso em dez minutos de pesquisa. Neste caso ou os preços estão absurdamente majorados, o que não é uma política de bons administradores ou a alta taxa de ocupação é deficitária. De qualquer forma há distorções nesta administração.

Não se esqueça, é básico que se saiba pelo menos quantas diárias precisa faturar diariamente para poder manter o empreendimento em funcionamento, ou sabe, ou contrata quem saiba, ou ainda, mude de ramo.

Não, não há Hotel que não dê Lucro, há empreendimentos com a Administração mal focada ou com números irreais.


About these ads

Marcado:

2 thoughts on “LUCRO E OCUPAÇÃO HOTELEIRA

  1. [...] que, desde que Bem Administrado, não se pague quando alcança os 31,3% de ocupação. Repito, OCUPAÇÃO REAL, nada a ver com ocupação [...]

  2. [...] Há a saber, que um hotel não dá prejuízo a partir dos 31% de ocupação real, ou pelo menos não pode dar, e isso é uma questão administrativa financeira. É preciso [...]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Promoções Águia Consultorias

Acompanhe sempre que fizermos algum tipo de Promoção

Consultoria - Rui Ventura - Histórico Profissional

Não Há Empreemdimentos Hoteleiros deficitários. Há Administrações deficientes.

SN Hotelaria Consultoria Especializada

Não Há Empreemdimentos Hoteleiros deficitários. Há Administrações deficientes.

"it's all 'bout DISCIPLESHIP, genius!"

"to prepare God’s people for works of service" -Apostle Paul, 60 A.D.

Não Há Empreemdimentos Hoteleiros deficitários. Há Administrações deficientes.

Revenue Management

Não Há Empreemdimentos Hoteleiros deficitários. Há Administrações deficientes.

Consultoria e Administração Hoteleira

Não Há Empreemdimentos Hoteleiros deficitários. Há Administrações deficientes.

Minhas Fotos

AMO FOTOGRAFAR NÃO SOU PROFISSIONAL, MAS COMPARTILHO O QUE FAÇO

Marketing Hoteleiro

Atualidades Notícias

Brasil em Noticias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 562 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: